25 Fevereiro, 2022 In Dicas By dfhfwrtvweqwhk

A lagarta do pinheiro ou processionária: um perigo para os cães

O calor e os dias maiores convidam-nos a longos passeis pelos parques ou montes com os nossos animais. No entanto, esta altura é também propicia a alguns perigos inerentes, como as Espigas e as Lagartas do Pinheiro ou Processionárias.

Certamente já encontrou alguma destas lagartas na floresta ou em qualquer lugar com pinheiros.  Movimentam-se em fila, como se de uma procissão se tratasse  (daí o seu nome) e são facilmente reconhecíveis devido ao seu aspeto “peludo”. Tem uma cor acastanhada e preta, e um longo corpo coberto de pelos urticantes chamados tricomas. 

Basta tocar ou cheirar estas lagartas, ou os seus ninhos para levar a reações alérgicas graves. Além disso, a processionária, quando se sente ameaçada, pode soltar pelo ar os seus pelos, causando irritações e alergias nos seres humanos e nos animais.

Os sintomas de irritação mais comuns são:  

— Hipersalivação 

— Comichão Intensa e excitação exagerada.

— Prurido facial 

— Vómitos.

— Inflamação nos lábios e cavidade bucal podendo mesmo inflamar-se toda a cabeça.

— A língua muda de cor.

No caso de contacto com a língua ou qualquer outra parte da mucosa oral, a inflamação é tão grande que pode chegar a necrosar.

Assim, devemos evitar levar os nossos cães para áreas afetadas por estes insetos.

Se o seu cão esteve em contacto com uma processionária, deve utilizar luvas e lavar bem a área afetada com água corrente e sem esfregar e trazê-lo IMEDIATAMENTE ao veterinário para que lhe seja administrado um tratamento de ação rápida. Os nossos contactos de urgências são 262 824 057 ou 911 010 994. 📞

No Comments

Your email address will not be published.